sexta-feira, janeiro 25, 2008

Transexuais querem inclusão do termo "transfobia" na ONU

O não reconhecimento das diferenças entre os seres humanos, às custas de preconceitos e estigmatizações, é a principal causa de atos de violência que diariamente temos conhecimento. No campo jurídico, tais diferenças sãoa inda maiores e a comunidade transexual sofre duplamente, pois suas associações e agremiações nem sequer são reconhecidas e suas possibilidades de proteção e de cidadania praticamente anuladas.

Por este motivo, uma organização colombiana denominada LacTrans, por meio da organização GLBT do país, Santamaría de Colombia, está exigindo de organismos como a UNAIDS - Programa das Nações Unidas sobre Aids/HIV - a inclusão do termo "transfobia" em seus documentos e ações de trabalho.


Segundo a carta enviada aos UNAIDS, a LacTrans define a transfobia como o "conjunto de crenças, opiniões, atitudes e comportamentos de agressão, ódio, desprezo, ridicularização, discriminação, exclusão e marginalização que se produz contra as pessoas trans: mulheres-trans e homens-trans", visto que se trata de uma discriminação por identidade de gênero e expressão de gênero, e não por uma opção ou orientação sexual, como acontece com o termo homofobia.

http://mixbrasil.uol.com.br/mp/upload/noticia/11_101_65189.shtml

Sem comentários: