terça-feira, abril 13, 2010

Le Monde passa a ser controlado pela Prisa

O jornal francês Le Monde vai passar a ser controlado pelo grupo espanhol Prisa, que já tem uma participação de 15 por cento no diário, revela hoje a imprensa francesa.

"Os editores vão perder o controlo do diário" que "até ao verão" deverá estar sob alçada espanhola, assinala o La Tribune numa notícia em que refere que a recapitalização do grupo francês acontece no âmbito "da crise financeira mais grave de toda a sua história".

Trata-se de "uma operação indispensável de reforço dos fundos próprios do grupo" que levará a que os acionistas "históricos" passem a minoritários, acrescenta a notícia.

Isso mesmo refere um comunicado difundido na sexta-feira pelo grupo depois de uma reunião do conselho de administração do grupo francês, em que não são mencionadas eventuais negociações com a Prisa.

A nota limita-se a referir que o conselho de administração está de acordo com a necessidade de organizar a estrutura acionista do grupo para garantir a sua independência editorial.

O La Tribune cita diversas fontes que confirmaram que a Sociedade de Editores do Monde, que controla o diário francês desde a sua criação há mais de 66 anos, "deve deixar o lugar à espanhola Prisa".

O diário económico Les Echos escreve também sobre o "sismo esperado no Le Monde" que levará à perda de controlo dos acionistas históricos.

O jornal acrescenta que, apesar de a administração do grupo francês não ter adiantado nomes, "sabe-se que o principal investidor com quem está a negociar é o grupo espanhol Prisa".

Sapo.pt

Sem comentários: