terça-feira, abril 06, 2010

Manifestantes tentam interromper missa de Páscoa na Irlanda

Algumas pessoas tentaram interromper a missa de Páscoa deste domingo na catedral de Dublin, ao tentar colocar sapatos de crianças no altar para representar as vítimas dos abusos cometidos por padres pedófilos na Irlanda, segundo a TV pública.

Um pequeno grupo de manifestantes reunido diante da catedral colocou os sapatos, que simbolizam as vítimas, na parte externa do edifício. Alguns tentaram entrar na catedral para depositar os calçados perto do altar, mas a maioria foi expulsa, informaram a rádio e a emissora de TV pública irlandesa.

O arcebispo de Dublin, Diarmuid Martin, foi insultado por algumas vítimas e parentes delas ao entrar na catedral, segundo a mesma fonte.

Alguns manifestantes levantaram cartazes nos quais se podia ler: "a Igreja Católica viola, abusa, destrói crianças e esconde (o escândalo), esconde".

Diversos relatórios mostraram que a Igreja Católica irlandesa ocultou durante décadas os abusos sexuais cometidos por sacerdotes irlandeses contra centenas de crianças.

Vários bispos irlandeses, acusados de não ter denunciado esses comportamentos, apresentaram sua demissão.

O arcebispo primaz da Irlanda, cardeal Sean Brady, viu-se obrigado a apresentar desculpas públicas em março, depois que a Igreja admitiu que havia realizado reuniões em 1975 durante as quais as supostas vítimas teriam sido convencidas a assinar promessas de silêncio.

Em meados de março, o Papa Bento XVI reconheceu a responsabilidade de toda a Igreja Católica pelos abusos cometidos por sacerdotes e religiosos pedófilos na Irlanda, expressando sua "vergonha" em uma carta dirigida aos fiéis do país.

Afp

Sem comentários: