terça-feira, abril 06, 2010

Solicitam 400€ de multa por ser alvo de farsa repressiva da Guardia Civil

Um grupo de jovens concentrárom-se na manhá de hoje ante os Julgados da vila de Betanços para mostrar a solidariedade com o reconhecido militante de AGIR, o companheiro Iago. Os jovens concentrados trás umha faixa na que se podia ler: "A guardia civil persegue os direitos da juventude. Defendamos a liberdade de expressom", tinha como objectivo denunciar publicamente a nova farsa político-repressiva que argalhou algumha mente cavernícola da Delegaçom do Governo espanhol e executada pola benemérita na passada fim de semana durante o desenvolvimento da Escola de Formaçom AGIR-BRIGA em Pontedeume.

A situaçom esperpéntica criada e provocada pola Guarda Civil o passado domingo continou ao mais puro estilo da comédia teatral com novos actores e actrizes de reparto e num novo cenário, o salom do julgado betanceiro.

O papel de actores secundários que hoje tinham encomendado os picoletos consistiu em reproduzir as mentiras bem-interessadas que estabeleceram na denúncia encaminhadas a punir ao companheiro. Mas com o desenvolvimento da obra pudo-se observar que outras actrizes em cena se erigiriam com o papel de co-protagonistas. Umha juíza, -que se mostrou sem vendas nos olhos e subida à balança para desequilibrá-la de lado dos agentes da ordem-, acompanhou a umha fiscal que em todo momento formalizou perguntas tendenciosas e bem dramatizadas. O companheiro argüído, ante o circo montado, limitou-se a demonstrar a falsidade dos factos dos que era acussado e o carácter político do juízo, facto que nom gustou à fiscalia, quem solicitou umha multa desorbitada para a situaçom económica do companheiro Iago. 400€ é a quantidade solicitada pola fiscal para recuperar a imaculada imagem do nomem da Guardia Civil polas supostas faltas de menospreço, ameaças e resistência à autoridade.

Ante mais umha excepcional obra de teatro à qual pudemos assistir hoje nom deixa lugar a dúvidas de que com casos como este o único que podemos fazer é afirmarmo-nos na nossa luita. A desobediência e a resistência som alguns dos sinais de identidade da juventude rebelde e combativa do MLNG. Situaçons deste tipo dam fólegos ao/à jovem independentista a continuar certos no caminho.

De BRIGA queremos expressar mais umha vez a nossa solidariedade com o companheiro Iago e solicitar a sua livre absolviçom desta nova pantomima à juventude revolucionária.

Absolviçom do Iago!

Contra Espanha e o Capital, desobediência e resistência!!


Briga.com

Sem comentários: